Box-Top-Cart-ALP

Semana começa com 1.745 oportunidades abertas no âmbito federal e no DF

Segunda, 03 Agosto 2015 00:00
A expectativa é de que, até o fim do ano, pelo menos outros 4,8 mil cargos precisem ser preenchidos por meio de certames
 
Depois de um longo período sem anúncio de novos concursos, o cenário mudou: mesmo diante do arrocho fiscal e da perda de arrecadação, a União continua autorizando vagas. No momento, há 1.745 oportunidades abertas em seleções no âmbito federal e no Distrito Federal (veja quadro). Mas, a expectativa é de que, até o fim do ano, pelo menos outros 4,8 mil cargos precisem ser preenchidos por meio de certames. São concursos que já receberam permissão do Ministério do Planejamento e apenas aguardam a finalização de trâmites administrativos, como a escolha da banca examinadora para publicação dos editais.
 
Com o aumento do desemprego e o freio nas contratações na iniciativa privada, a oferta no funcionalismo será cada vez mais atrativa, porém, a alta concorrência não vai aliviar aqueles que não tiverem foco nos estudos. A desaceleração da renda e a disparada da inflação pesaram na decisão da estudante Jéssica Santoro, 30 anos, em iniciar os estudos. Graduada em direito, ela está cursando a segunda pós-graduação na área, e ficou desanimada com a atual conjuntura.
 
Ela estuda há cinco meses para concursos e, para aproveitar o conhecimento nas matérias de direito e se manter na área de formação, Jéssica está focada nas carreiras jurídicas. Vai prestar o concurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ), embora o foco seja outro: a seleção do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). “Como ainda não há prazo para lançamento do edital, terei mais tempo de estudo”, avalia.
 
Estratégia
Escolher uma carreira e concentrar os esforços nos certames de órgãos específicos são umas das melhores estratégias para ficar à frente da concorrência, afirmam especialistas. No Judiciário, os concursos para tribunais chamam a atenção e os editais — mesmo de bancas diferentes — costumam trazer disciplinas semelhantes. O Executivo não foge à regra e tem algumas carreiras atraentes, como as de policiais e nas agências reguladoras, que abrirão concursos em breve.
 
Advocacia Geral da União (AGU)
Vagas: 84
Salários: 17.330,33
Inscrições: até 17/8

Banco do Brasil (BB) Tecnologia
Vagas: 300
Salários: de 1.470,44 a 3.823,12
Inscrições: até 6/8

Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN)
Vagas: 150
Salários: 17.330,33
Inscrições: até 10/8

Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Vagas: 65
Salários: 5.365,92 a 8.803,97
Inscrições: até 19/8

Tribunal de Contas da União (TCU)
Vagas: 1
Salário: 28.947,55
Inscrições: até 28/8
 
 
Fonte: concursos.correioweb